23.4.18

Eu sei...



Eu sei, que na verdade
Dias bons e dias ruins para  todos podem chegar
Mas parece que é só comigo que tudo está a desabar
Eu digo a mim mesma, relaxa, uma hora vai passar

Que horas mesmo senhor?
Que horas passa o trem que nos leva muito além?
Me leva pra parte da vida que a gente respira
Aquele em que faço planos, sonho e dos sonhos os alcanço
Parece que meu tempo parou
Será que meu relógio quebrado está? As horas aqui não passam, meus dias inteiro se arrastam.

Eu tenho um palpite!
A tendencia é piorar...
Eu já vi dias bons se aproximarem, mas eles correm depressa,
Correm com medo, logo vem o nevoeiro!
Para cada dia de paz, dois de desespero!
Não adianta reclamar, é a vida
Dias bons e dias ruins sempre chegam
Uma hora a gente tem que se acostumar

Nesse tempo, parece que a  porta fechou
Não escuto bater ou a menos alguém chamar
Será que trocaram meu endereço?
De tantos eu tinha um apresso
A poucos na verdade um apego
Mas minha porta em silencio está.

Deixa assim mesmo!
Deixa quieto.
Talvez se a porta eu abrir, muitos curiosos podem entrar
Loucos para passar pela porta e vê a bagunça como está
Aos curiosos, eu sinto muito
A porta fechada permanecerá

Nenhum comentário :

Postar um comentário

até próxima!
Jhu.